Share |

BE exige que a Câmara de Famalicão esclareça a população sobre o uso de Glifosato.

No início de mês de maio, o Bloco de Esquerda de V. N. de Famalicão perguntou à Câmara Municipal sobre a eventual utilização no nosso concelho do herbicida “glifosato”, considerado pela organização Mundial de Saúde como “provavelmente carcinogénico em humanos e demonstradamente carcinogénico em animais de laboratório”. A pergunta foi feita através do nosso deputado na Assembleia Municipal.

O facto de, até agora, não termos obtido qualquer resposta da Câmara Municipal, deixa-nos muito preocupados quanto à possibilidade da população famalicenses poder estar a ser exposta a este que é o herbicida mais usado no nosso país.

Das duas uma, ou a Câmara Municipal sabe que está a ser utilizado “glifosato” e está a esconder isso da população, permitindo que continue exposta aos seus riscos, ou então a Câmara Municipal desconhece se é ou não utilizado, facto que é igualmente grave e que demonstra incapacidade desta maioria.

Perante isto, o BE exige uma rápido e cabal esclarecimento da população, se está ou não a ser utilizado este herbicida no nosso concelho, que quantidades, em que serviços e que plano tem a Câmara para a sua substituição, para que não existam riscos de saúde pública.

Por outro lado, a falta de resposta a esta e a outras perguntas enviadas pelo Bloco de Esquerda através da Assembleia Municipal e ao abrigo da legislação em vigor e do seu regimento, tem acontecido de uma forma reiterada e sistemática, o que continua a revelar um inaceitável desprezo da maioria que governa a Câmara Municipal pelo órgão autárquico mais representativo da população.

O Bloco de Esquerda repudia esta postura de arrogância e continuará a bater-se pelo respeito institucional e pelo regular funcionamento das instituições democráticas, facto que tem sido posto em causa quando a Câmara Municipal não cumpre a legislação, nomeadamente ao não responder à maioria das perguntas do BE e quando o faz é sempre fora do prazo previsto.