Share |

Bloco sugere demolição de mural do jardim da Câmara

Mural do jardim da Câmara de Famalicão
de Phamalycom

Foi recentemente promulgada pelo Presidente da Republica a Lei aprovada por PDS e CDS/PP que extingue mais de mil freguesias no país e que reduz de 49 para 34 as freguesias no concelho de Vila Nova de Famalicão.

Em 2005, a coligação PSD/CDS/PP que governa o nosso concelho decidiu implantar nos jardins do edifício dos Paços do Concelho um mural onde se pretendia “preservar a unidade territorial das 49 freguesias”.

Com a extinção de freguesias e a passagem para apenas 34, o Bloco de Esquerda de Famalicão entende que aquele monumento deixa de poder cumprir os propósitos para que foi construído e como tal sugerimos a sua imediata demolição.

A existência deste mural será conhecido como o mural da vergonha. A vergonha de uma coligação que virou as costas à população ao não permitir que os famalicenses podessem decidir o futuro das suas freguesias.

Tal como em 2005, PSD e CDS não deram ouvidos aos protestos de muitos famalicenses para com a construção do mural naquele local, também agora estes partidos recusaram a proposta do Bloco de Esquerda para a realização de um refendo sobre a extinção de freguesias e impediram que as populações pudessem ter qualquer poder de decisão neste processo.

Estando este mural implantado num dos mais conhecidos "postais ilustrados" de V. N. de Famalicão, a sua demolição justifica-se também para não induzir em erro todos quantos visitam o nosso concelho.