Share |

A incoerência do candidato da Coligação PSD/CDS

O Governo tem vindo a fechar diversos serviços públicos, incluindo balções dos Correios, um pouco por todo o país, criando assim dificuldades acrescidas para as populações. Também no concelho de Vila Nova de Famalicão se tem vindo a verificar esta realidade.

Agora foi a vez do encerramento dos CTT na freguesia de Delães, que só não se concretiza porque a Junta de Freguesia se disponibilizou a facultar os meios físicos, humanos e financeiros para que a população continue a beneficiar destes serviços públicos.

O Bloco de Esquerda lamenta que o Dr. Paulo Cunha, candidato da coligação PSD/CSD, responsável máximo do PSD no distrito de Braga e apoiante das medidas do atual Governo, nunca se tenha manifestado contra o encerramento destes serviços públicos e venha agora enaltecer a disponibilidade da junta de freguesia para que os referidos serviços continuem ao dispor da população.

Não é sério que o mesmo dirigente político apoie o encerramento dos serviços por parte de uma empresa pública e ao mesmo tempo, enquanto vice-presidente da Câmara Municipal, apoie a transferência da responsabilidade desse serviço para uma junta de freguesia.

Esta decisão da junta de freguesia de se colocar ao lado das populações contra o encerramento dos CTT pelo governo resultará numa diminuição da capacidade da mesma em executar as responsabilidades que lhe são inerentes.

O Bloco de Esquerda não aceita esta postura bipolar do Dr. Paulo Cunha que, por um lado apoia todas as medidas do Governo e que ao mesmo tempo quer fazer crer que está do lado das populações.

 

A Coordenadora Concelhia do BE Famalicão