Share |

A luta pela transparência começa a dar frutos

Como é do conhecimento dos famalicenses, em Maio de 2012 o Bloco de Esquerda denunciou a aprovação na Assembleia Municipal de uma proposta da Câmara Municipal, para a abertura de um concurso publico para fornecimento de refeições escolares. Na altura denunciamos a falta do caderno de encargos e o programa de procedimento, pois sem aqueles documentos não estava a CM a cumprir a lei e ponha em causa a transparência de todo o processo.

Na ocasião o Vice-presidente da Câmara Municipal Dr. Paulo Cunha acusou o Bloco de Esquerda de estar a fazer chicana política, dizendo que as acusações feitas eram infundadas e que lamentava as supostas insinuações feitas pelo BE. Paulo Cunha disse ainda que o BE não tinha que ter conhecimento desses documentos.

Agora, a Assembleia Municipal vai discutir e votar um pedido de autorização para um novo concurso público idêntico ao acima referido e desta vez a Câmara Municipal faz acompanhar o pedido do respetivo caderno de encargos.

Esta mudança de postura do executivo mostra a importância da denúncia que o Bloco de Esquerda fez, na defesa da transparência e legalidade na gestão autárquica.

Os famalicenses podem continuar a contar com o trabalho do BE na defesa da legalidade e transparência, essenciais no bom funcionamento da democracia local.