Share |

BE defende Galeria de Arte no polo da Biblioteca de Riba de Ave.

O candidato à Câmara Municipal pelo Bloco de Esquerda, visitou na passada semana a Exposição fotográfica FONTES DE VIDA PERDIDAS NO TEMPO de Adelino Mota, exposição que está patente ao público no Polo de Riba de Ave da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco.

Para além de ver a exposição e de ouvir as explicações do autor, esta visita serviu também para o candidato verificar a necessidade de uma intervenção no edifício, nomeadamente no seu interior, bem como a falta de condições para a realização deste tipo de atividades culturais, independentemente dos esforço e dedicação dos funcionários.

Para José Luís Araújo uma biblioteca deve ser fundamentalmente um espaço para estudo e leitura, requerendo tranquilidade e silencio, o que não é de todo compatível com outras iniciativas culturais.

Como a Banda de Musica de Riba de Ave, neste momento a ocupar instalações no mesmo edifício do Polo da biblioteca, vai mudar para as novas instalações a breve prazo, o candidato e o BE de Riba de Ave entendem que esse espaço deve ser adaptado para uma galaria de arte, onde possam ser feitas exposições permanente e itinerantes, permitindo assim que nesta parte do concelho possam também ser realizadas iniciativas culturais mais diversificadas, como exposições de pintura artesanato, fotografia, etc.

Para José Luís Araújo, é necessária uma efetiva descentralização de locais no concelho com condições de promoverem e potenciarem a cultura e formas de arte, permitindo que todos os famalicenses tenham de facto acesso a diversificados tipos de iniciativas culturais.