Share |

Bloco conquista reforço de cardiologistas no Centro Hospitalar do Médio Ave

Foto de http://cidadehoje.pt/

O Ministério da Saúde acaba de garantir ao Bloco de Esquerda que estão em marcha diligências no sentido de serem contratados 6 médicos cardiologistas no Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) para ultrapassar os constrangimentos na falta de resposta desta especialidade. Para o deputado de Braga, Pedro Soares, "é um sinal positivo do Governo relativamente ao desinvestimento grande e cortes dos anteriores governos ao CHMA e o reconhecimento das propostas que o Bloco apresenta no sentido de impedir o atrofiamento deste centro hospitalar".

O processo da contratualização de 5 cardiologistas, em regime de prestação de serviço, para inicio de funções imediatas, e de 1 cardiologista, está em finalização. Lembramos que, o CHMA dispõe atualmente de apenas 2 médicos cardiologistas e ainda de um médico de cardiologia pediátrica, em regime de prestação de serviços de 4 horas semanais.

Esta informação foi indicada no dia em que a Comissão Parlamentar de Saúde que ontem discutiu o projeto de resolução que o Bloco apresentou no sentido de melhorias e de mais investimento no CHMA que tem sofrido pela falta de recursos técnicos e humanos, ainda o adiamento constante de obras de remodelação.

Em meados do ano de 2015, dois cardiologistas saíram deste centro hospitalar não tendo sido substituídos. Desde então, as consultas de cardiologia foram repetidamente adiadas sendo-lhes aos indicado que “oportunamente seria comunicada a nova data da consulta”.
 
Com este reforço na equipa médica para o serviço de cardiologia do CHMA, fica bem claro que houve desinvestimento e uma redução no número de consultas de ano para ano e, comparando os meses, essa redução é ainda mais significativa. Por exemplo:
 
Consultas em janeiro em Famalicão:
2014: 412 consultas
2015: 392 consultas
2016: 78 consultas
 
Consultas em janeiro em Santo Tirso:
2014: 240 consultas
2015: 284 consultas
2016: 142 consultas