Share |

Bloco denuncia salários em atraso na Campos&Campos, em Famalicão

Os deputados do Bloco de Esquerda, Pedro Soares e José Soeiro, estiveram, na tarde desta segunda-feira, reunidos com trabalhadores e trabalhadoras da empresa de produção de meias Campos&Campos, em Calendário, concelho de Vila Nova de Famalicão, para denunciar vários meses de salários em atraso.

Apesar de se tratar de uma empresa com capacidade financeira (faturação superior a 15M€ em 2016, com previsão de atingir os 20M€ até 2019; apoio do Portugal2020 no valor de 11M€ em 2017 - ver aqui), os atrasos nos pagamentos acontecem desde 2016, havendo funcionários que acumularam créditos de cinco meses de salários e subsideos de férias e natal. Esta situação, que abrange mais de 150 trabalhadaores, levou a várias rescisões unilaterais por justa causa. Nos casos já julgados, a empresa foi condenada a pagar os direitos e multas em tribunal, mas continua a não cumprir com as suas obrigações junto dos trabalhadores.

Em declarações à imprensa, o deputado do Bloco de Esquerda eleito por Braga, Pedro Soares, afirma que “é incompreensível esta situação de salários em atraso numa empresa com encomendas e que ainda beneficia de fundos comunitários”. Segundo o deputado bloquista, “exige-se uma intervenção urgente da ACT para repor os direitos elementares dos trabalhadores”, criticando estes “oásis patronais”, onde as obrigações dos empregadores não são cumpridas. “É essencial garantir que a inspeção da ACT tenha consequências e que haja a responsabilização das entidades patronais”, conclui.

O Bloco de Esquerda levará este assunto à Assembleia da República, apresentando uma pergunta ao Governo, através do Ministério do Trabalho e da Segurança Social, para que seja assegurado o cumprimento dos direitos destes trabalhadores e trabalhadoras.