Share |

Paulo Cunha elogia política que Passos Coelho tem praticado no país

Paulo Cunha aplaude politica que Passos Coelho tem praticado no país | Foto: Paulo Cunha

No passado fim de semana, o presidente da Câmara Municipal Paulo Cunha teceu rasgados elogios à política que o governo presidido por Passos Coelho tem praticado no país.

O Bloco de Esquerda considera que, com estes elogios a Passos Coelho, Paulo Cunha manifesta insensibilidade e desprezo para com todos/as os/as  famalicenses vitimas das medidas impostas pelo Governo PSD/CDS, nomeadamente o brutal aumento de impostos, dos cortes nos vencimentos e pensões de reforma, na degradação dos serviços públicos como é exemplo o aumento das taxas moderadoras na saúde e encerramento de extensões de saúde, ou a perda de juízos importantes no tribunal de Famalicão. Insensibilidade e desprezo para com todos/as os/as famalicenses que tiveram que deixar o país para ter um futuro melhor, para com quem perdeu o emprego e os apoios sociais e ainda para quem foi atirado para a pobreza com as medidas de austeridade que Passos Coelho e Paulo Portas querem continuar a impor.

De lamentar ainda que Paulo Cunha elogie um primeiro ministro cujo governo desprezou a própria Câmara Municipal de V. N. de Famalicão ao decidir fechar a extensão de saúde de Arnoso à sua revelia e ignorando também a Junta e Freguesia local e as preocupações das populações.

Com estes elogios, e ainda com a recusa da proposta do BE de redução do IMI em 2015, confirma-se mais uma vez que Paulo Cunha sempre esteve alinhado com todas as medidas de austeridade levadas a cabo por PSD e CDS e que levaram à dramática situação social que hoje se vive em Portugal.

Para o Bloco de Esquerda tem que haver coerência e determinação em quem desempenha cargos públicos na defesa dos legítimos interesses das populações, nomeadamente com a relevância da presidência de uma Câmara Municipal.