Share |

Pelo respeito dos direitos dos trabalhadores ao serviço da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão

O Bloco de Esquerda teve conhecimento que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão processou cortes nos vencimentos dos funcionários que estiveram em casa nos meses de Abril e Maio, sendo que a estimativa é de cerca de 1000 funcionários terem perdido cerca de 100€ mensais relativos ao subsídio de alimentação.

Sendo que o município adotou, como esperado, diversas de medidas de combate e prevenção à propagação da Covid-19, a Concelhia do Bloco de Esquerda exige ao município que adote também medidas de proteção dos seus trabalhadores restituindo os pagamentos e garantindo que os seus trabalhadores não percam direitos nem capacidade orçamental numa fase de dificuldade.

O Bloco continuará empenhado em receber e denunciar estas situações e compromete-se fazer o acompanhamento através das coordenadoras Concelhia e Distrital e do grupo parlamentar na Assembleia da República. Neste período de crise sanitária, os trabalhadores não podem ficar desprotegidos.